Núcleo DF faz balanço de atividades

Prezados Cebianos do DF,

Aproxima-se o final do ano e é hora de um balanço das atividades de nosso Núcleo.

Após o Abrascão e o Seminário sobre Judicialização, no Rio, houve uma certa dispersão de nossas atividades. Reputo esse fato ao acúmulo de frentes de trabalho e a uma concentração destas em poucas (duas, para ser exato) pessoas.

Não obstante essa dispersão, o Núcleo, na pessoa da Fabíola Nunes, se fez presente em alguns momentos importantes das frentes em que estamos participando.

Nossa companheira participou de reuniões do Fórum popular em Defesa do SUS, da Cidadania e do Controle Social do Distrito Federal e Entorno, nos dias 21 e 26 de outubro.

Em tais encontros, foram discutidos vários temas, com destaque para a continuidade e estruturação do Fórum, a realização de um Seminário sobre O papel dos Conselheiros(as) de Saúde para o Fortalecimento do Controle Público na Gestão do SUS em parceria com o DENASUS e a participação no Ato de desagravo em favor do Defensor Dr. André Moura realizado no dia 29 de outubro de 2009, na Câmara Legislativa do Distrito Federal.

Como desdobramentos dessas reuniões, o CEBES foi designado para, em nome do Fórum, manifestar-se no Ato de desagravo ao Procurador que foi destituído de sua função pelo Arruda em consequência de sua atuação em defesa do SUS. Segundo informações colhidas, Fabíola representou o CEBES de forma brilhante e apaixonada, como sempre.

Fabíola ainda participou de reunião, no início de novembro, com o Diretor do DENASUS para acertar um evento conjunto do Fórum com aquele Departamento, com o objetivo de disponibilizar aos Conselheiros do DF e do entorno como acessar o site do Fundo Nacional de Saúde e o do próprio DENASUS, que informações podem ser obtidas, como utilizá-las para subsidiar com dados objetivos as suas atuações nos respectivos Conselhos e, assim melhorar e qualificar o controle social. Havia também a idéia de realizar uma conferência sobre o tema Por que a Reforma Sanitária: Princípios, diretrizes e estratégias do SUS. Para esta conferência, um dos nomes sugeridos foi o de nossa ex presidente, Sonia Fleury. Infelizmente, por falta de agenda, não foi possível realizar o evento agora, mas, segundo o coordenador do Fórum, realizaremos com certeza no início do próximo.

Há dua semanas, tivemos o Encontro de Núcleos do CEBES e o Seminário “Gestão Pública na Saúde: alternativas para a consolidação do direito universal”, foi realizado no Hotel Grand Bittar, em Brasília nos dias 10 e 11 de dezembro.

O Encontro de Núcleos foi um momento importantíssimo para avaliarmos o grau de organização do CEBES em vários Estados e Municípios e trocarmos experiências sobre formas de atuação e de consolidação de nossas representações. No próximo ano, será fundamental, com base em experiências relatadas, que o Núcleo do DF se organize, com metas e um planejamento para todo o ano.

Já o Seminário foi, em meu entender, um sucesso. Confesso que ultrapassou as minhas expectativas, pois foi realizado numa época de difícil mobilização e comparecimento. Muitas pessoas de Brasília que nunca haviam participado de reuniões do Núcleo estiveram presentes e se manifestaram durante as mesas. O conteúdo trazido pelos diversos palestrantes, na minha avaliação, foi fundamental para instigar nossos corações e mentes e deixar uma série de idéias e novas frentes a serem exploradas.

Assim, creio que estão aí relatadas nossas últimas atividades e no início do ano, como já referido, veremos uma data propícia para reunirmos, já com uma proposta a ser discutida de atividades. Outro objetivo que reputo como essencial para a consolidação do Núcleo DF é uma maior aproximação com os profissionais de saúde, que atuem nos serviços do DF, e com as escolas de graduação na área de saúde. Para tanto, devemos traçar uma estratégia de aproximação e divulgação do CEBES, bem como definirmos uma agenda sobre temas locais relevantes.

Devemos, igualmente, nos engajar nos debates do processo eleitoral, nacional e local, avaliando a conjuntura sanitária, levando propostas e debatendo com as diversas candidaturas. A respeito do processo nacional, encaminho em anexo uma imagem escaneada da Carta Capital, indicando que a questão da Saúde deve ser um dos principais motes da oposição, pois é uma das áreas mais mal avaliadas do governo Lula.

Por fim, não devemos nos esquecer da situação política do DF, em meio às gravíssimas revelações de corrupção. O engajamento de todos nos atos e manifestações marcados é essencial, já que é clara a estratégia do governo de contar com a desmobilização natural  que o período natalino e de férias acarreta.

Desejo a todos um ótimo Natal e um Ano Novo de paz e renovação.

Hugo Fernandes _ Núcleo DF



Deixe uma resposta


Seu e-mail não será publicado. Seu comentário poderá ser moderado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.