Congresso da Alames sacode o mundo da Saúde Coletiva

Congresso da Alames sacode o mundo da Saúde Coletiva

Entre 22 e 27 de novembro, San Salvador sedia um dos mais importantes eventos da Medicina Social latino-americana: Congresso Latinoamericano de Medicina Social e Saúde Coletiva. Em sua 13ª edição, o Congresso é promovido pela Associação Latino-americana de Medicina Social (Alames) e, pela primeira vez, acontece em um país da América Central.

O XIII Congreso Latinoamericano de Medicina Social y Salud Colectiva teve início dia 22, com atividades pré Congresso, e foi oficialmente iniciado dia 23, com a presença do presidente salvadorenho, Salvador Sánchez Cerén. Mais de mil especialistas, ministros, ex-titulares do ramo, entre outros, participam do Congresso, segundo Ana María Barrientos, assessora de comunicação do evento.

Para discutir o tema deste ano, “Construindo alternativas para um novo modelo de desenvolvimento, Estado e sociedade junto ao saber e ao poder popular”, três eixos principais reúnem os debates: 1) Transformação do Estado, construção e consolidação de políticas sociais antineoliberais; 2) Construção do poder popular para solidificar a democracia; e, 3) Modelos de desenvolvimento como garantia de direitos da Mãe terra, da vida e da saúde.

Na programação do Congresso estão previstas atividades de organizações e Redes Temáticas, conferências e plenárias, apresentações de trabalhos livres e em pôsteres, visitas a campo, após encerramento do evento, no dia 27 uma Assembleia Geral da Alames.

Vários cebianos participam do Congresso. A presidenta do Cebes, Ana Mara Costa, representa a instituição, levando as propostas da Carta Brasil, elaborada durante o Seminário “Democracia e Participação Popular como base para a construção do modelo de Estado, Sociedade e Desenvolvimento”.

Além disso, a presidenta participa como conferencista do Painel 2.1 “Relaciones entre Movimientos Sociales y Gobiernos: los Límites de la Democracia Liberal”, na tarde de hoje, 25 de novembro.

 

A Alames

Resultado da confluência do pensamento crítico e das lutas dos povos latinoamericanos em defesa do direito à saúde e a vida, a Alames comemora este ano 30 anos de serviço à classe trabalhadora e ao povo. Vários núcleos em universidades, organizações sociais, de trabalhadores nos sistemas de saúde de América Latina integram a Associação.



Deixe uma resposta


Seu e-mail não será publicado. Seu comentário poderá ser moderado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.