Cebes Núcleo Bahia segue com atividades rumo à 15a Conferência

Cebes Núcleo Bahia segue com atividades rumo à 15a Conferência

Na última sexta-feira (11/09), o núcleo baiano do Cebes realizou mais uma etapa de debates preparatórios para a 15ª Conferência Nacional de Saúde. Esta, especificamente, abordou de maneira prioritária os temas relacionados com a 9ª Conferência Estadual de Saúde que deverá ocorrer no início de outubro na capital baiana. Nesta mesma data foi também lançada a Frente Democrática em Defesa do SUS, com adesão de diversas entidades.

 

Para a construção de uma Tese do Cebes específica para o cenário baiano, o núcleo optou por uma metodologia participativa que contou com diversos atores (movimentos sociais, especialistas de diversas áreas, estudantes, gestores, professores etc.) construindo coletivamente uma série de propostas para cada eixo temático definido no documento norteador dos debates do Conselho Nacional de Saúde.

 

Essa Tese foi apresentada para a sociedade baiana, nesta sexta-feira, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Bahia. Após a apresentação do documento feita por Sara Cerqueira (Cebes – Núcleo Bahia), uma mesa com debatedores foi organizada com a presença de Rodrigo Iuri (Frente contra a Privatização da Saúde), Djalma Rossi (Diretor Administrativo do SindSaúde-BA), Marcos Fidel (Conselheiro Estadual de Saúde) e Polyana Loureiro (Frente Estudantil pela Saúde).

 

O espaço de debate com as diversas propostas feitas pelo núcleo baiano do Cebes trouxe à tona diversas contradições presentes no cenário baiano relativo a saúde. Houve um qualificado debate a cerca destas propostas, que o Cebes espera que possa reverberar e capilarizar para diversos outros espaços da sociedade baiana, principalmente para os (as) delegados (as) eleitos (as) nas mais de quatrocentas Conferências Municipais de Saúde ocorridas na Bahia e que estarão presentes na 9ª Conferência Estadual de Saúde.

 

Neste espaço foi também realizado o lançamento de uma Frente Democrática em Defesa da Saúde, sendo apresentada uma Carta Compromisso. Esta continha os motivos que impõe a necessidade de se criar um espaço de articulação e luta em defesa da saúde no estado da Bahia, além de objetivos a serem alcançados e princípios a serem defendidos. Assinaram esta carta, compondo esta frente já na data do seu lançamento, o Cebes (Núcleo Bahia), Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado da Bahia, Sindicato dos Médicos da Bahia, Sindicato dos Farmacêuticos do Estado da Bahia, Conselho Regional de Enfermagem, Rede Feminista de Saúde, Frente Estudantil pela Saúde, Conselho Municipal de Saúde de Salvador, Associação de Moradores de Nordeste de Amaralina.

 

Esta frente irá realizar diversas atividades relacionadas com a 9ª Conferência Estadual de Saúde e a 15ª Conferência Nacional de Saúde, contudo pretende ser um amplo e democrático espaço de organização e articulação dos diversos atores que lutam pela defesa da saúde no cenário baiano de forma permanente.



Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado. Seu comentário poderá ser moderado.