Fundação do núcleo Cebes Petrópolis (RJ)

Fundação do núcleo Cebes Petrópolis (RJ)

Neste sábado 30/01/16 funda-se o Núcleo do Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (CEBES) de Petrópolis. Como o CEBES nacional, criado em 1976, o núcleo de Petrópolis nasce na luta pela reforma sanitária e pelo compromisso com a saúde pública como direito de todos e dever do Estado. Em 1976, enquanto a ditadura não reconhecia direitos e favorecia a saúde privada, diversos militantes formaram o CEBES para que a saúde deixasse de ser uma mercadoria e virasse um direito em todo o Brasil. Em 2016, quando a Prefeitura do Município vem demonstrando incapacidade na gestão e falta de compromisso com a saúde da população, militantes de Petrópolis se reúnem no CEBES para assegurar que aqui também se faça uma REFORMA SANITÁRIA MUNICIPAL, que garanta o atendimento digno de todos os que precisem do SUS e use corretamente os recursos públicos não mais em defesa do mercado privado da saúde, mas em benefício da população que é quem financia e para quem existe o SUS.

Durante o ano de 2015, o CEBES nacional esteve junto com outras entidades na Comissão Mista de Diagnóstico da Rede de Atenção às Urgências e Emergências, visando contribuir para a reorganização do SUS de Petrópolis. Dela participavam a Secretaria e o Conselho Municipais de Saúde, o Centro Brasileiro de Defesa dos Direitos Humanos (CDDH), os Ministérios Públicos Estadual e Federal, A Comissão de Saúde da Câmara Municipal, os Conselhos Profissionais de Odontologia e Psicologia, o Corpo de Bombeiros Militar e a Aliança Revolucionária Proletária Jovem (ARPJ).

Infelizmente, quando a Comissão começou a fechar as propostas, muitas delas feitas por funcionários da Secretaria Municipal de Saúde, esta resolveu boicotar as reuniões e partiu para uma série de calúnias na imprensa em torno de inverdades sobre as intenções e as propostas da Comissão. Ficou claro para todos os que participaram da mesma que se mobilizavam com base em valores coletivos e públicos, que o triste gesto da Secretaria era movido por pequenos interesses eleitoreiros e significava na prática o descompromisso com a saúde da população.

A partir de então, decidimos nos articular formando na cidade mais um dos muitos núcleos do CEBES que existem em todo o país, para aglutinar todos os que lutam pela saúde pública e pelo direito universal à saúde. A partir de agora os responsáveis e os (ir)responsáveis pela saúde pública no Município terão que lidar também aqui com uma entidade militante e independente, sem compromissos partidários que foi vitoriosa na reforma sanitária de 1988, ajudando a conquistar o SUS e que conta em todo o país com pessoas dispostas a uma luta sem quartel para garantir que a saúde seja de fato direito de todos e dever do Estado.



Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado. Seu comentário poderá ser moderado.