Livro aborda trajetória do SUS, aponta avanços da ESF e traz reflexões sobre a APS

Livro aborda trajetória do SUS, aponta avanços da ESF e traz reflexões sobre a APS

Desafios do SUS é uma publicação de Eugênio Vilaça Mendes que aborda a trajetória do Sistema Único de Saúde (SUS) desde a sua criação, ao mesmo tempo que traz reflexões nacionais e internacionais de forma precisa como o sistema de saúde brasileiro vem sendo operacionalizado, tendo como base estudos e acompanhamento in loco em diversos municípios do país.

Diante da complexidade de operacionalizar o sistema em um país continental como o Brasil, o mais importante dessa publicação são as sugestões de como enfrentar os problemas e as dificuldades.

O livro propõe um singular modelo de atenção às condições crônicas para o SUS e aborda os problemas do financiamento, sugerindo a passagem do sistema de pagamento aos prestadores por valor, por performance, por linhas de cuidado e por capitação.

Aponta avanços, como ampliação do acesso, programas exitosos e uma grande produção de serviços. Entre os desafios, estão a organização macroeconômica do sistema de atenção à saúde, que se expressa no dilema fundamental entre a segmentação e a universalização; o modelo de atenção à saúde totalmente inadequado para a atual situação epidemiológica e demográfica no País; e a competição predatória entre o público e o privado.

Outros pontos importantes desta publicação são a organização das Redes de Atenção à Saúde, que deve ter a Atenção Primária à Saúde como ordenadora do sistema, e deve estar integrada com a Atenção Ambulatorial Especializada e com a Atenção Hospitalar, de forma regionalizada.

Com relação aos desafios da Atenção Primária à Saúde (APS), constata a evolução positiva da Estratégia Saúde da Família e considera seus êxitos quantitativos e qualitativos. Eugênio Vilaça Mendes faz uma análise dos perfis de demanda e de oferta na APS e propõe uma forma de consolidação da Estratégia Saúde da Família. Metodologicamente, significa operar com modelos de melhoria, gerenciamento de processos e educação permanente de forma ativa, por meio de oficinas e tutorias, envolvendo equipes multi e interdisciplinares, essenciais para atender as necessidades de saúde da população, razão de ser de qualquer sistema de saúde.

Este livro, portanto, é leitura necessária para gestores, para trabalhadores, e para todos aqueles que estão envolvidos e determinados em aprimorar o SUS.

Artigo originalmente publicado no Conass.



Deixe uma resposta


Seu e-mail não será publicado. Seu comentário poderá ser moderado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.