ComunicaSUS: Trocando em Miúdos – projeto de linguagem simples com conteúdo baseado na ciência

ComunicaSUS: Trocando em Miúdos - projeto de linguagem simples com conteúdo baseado na ciência

Cebes divulga vídeo “ComunicaSUS: Trocando em Miúdos” com um apanhado das ações do projeto de comunicação popular sobre políticas públicas de saúde. “Estamos fazendo um projeto que para nós do Cebes tem sido um aprendizado muito grande“, explica Lúcia Souto, presidenta do Centro Brasileiro de Estudos de Saúde.

O ComunicaSUS começou em 2018 com radionovelas e materiais ilustrativos, cujo objetivo era ampliar o conhecimento sobre o Sistema Único de Saúde. Em 2020 as peças também passaram a abordar a covid-19 e ajudaram a esclarecer algumas dúvidas para a população sobre a pandemia. Todo material é divulgado em rádios comunitárias e nas redes sociais do Cebes, de movimentos sociais, ativistas e estabelecimentos comerciais de pequeno porte. Segundo a pesquisadora da Fiocruz, a proposta do ComunicaSUS é ter uma “linguagem simples com conteúdo baseado na ciência, técnico, que realmente traz informações de qualidade“.

As personagens fictícias principais do projeto são as Agentes Comunitárias de Saúde (ACSs) SUSete, Norma e Ângela. Segundo Lúcia, a opção de usar ACSs como foco das peças é por ser essa categoria que está presente “no território, na vida diária da população”. Outras personagens, como Teca (de Recife) e o profissional de saúde Andrade também deram as caras. Para Lúcia, para fazer o enfrentamento à covid-19, “além da vacina, a maior esperança é o comportamento das pessoas“.

Todas as peças são uma realização do Cebes, com apoio de produção da Criar Brasil e apoio da organização Médico Internacional.

A seguir, vídeo elaborado pelo Cebes sobre o projeto:

Todas as peças elaboradas pelo projeto podem ser acessadas nesse link.

Acesse também os podcasts via Soundcloud:

E na playlist do youtube:



Deixe um comentário


Seu e-mail não será publicado. Seu comentário poderá ser moderado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.