Residências e saúde coletiva: reflexões, experiências, pesquisas e intervenções

Residências e saúde coletiva: reflexões, experiências, pesquisas e intervenções

ESTE NÚMERO ESPECIAL DA REVISTA ‘Divulgação em Saúde para Debate’ toma como referência os Trabalhos de Conclusão de Residência (TCR) produzidos em dois Programas de Residência multiprofissional em saúde: o Programa de Residência em Saúde Coletiva com concentração em Planejamento e Gestão, coordenado pelo Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia (ISC/UFBA); e o Programa de Residência Multiprofissional Regionalizada em Saúde da Família, coordenado pela Escola de Saúde Pública da Bahia Professor Jorge Novis (ESPBA) da Superintendência de Recursos Humanos (SUPERH) da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Além dos TCR, esta publicação traz estudos e reflexões produzidos por técnicos da ESPBA acerca do trabalho de integração ensino-serviço desenvolvido na Sesab com foco nas residências em saúde; bem como por docentes do ISC/UFBA sobre os processos vivenciados na implementação do referido Programa de Residência.

 

Os trabalhos aqui publicados expressam os desafios postos no cotidiano dos serviços de saúde e na gestão das residências em uma secretaria estadual, bem como os enfrentados pelos residentes nos cenários de práticas em serviços de saúde. Estes se materializam em inquietações e problematizações oriundas do processo pedagógico vivenciado na Residência, cujas respostas propiciaram as propostas, intervenções e investigações contidas neste número especial.

 

A divulgação dos resultados desses estudos é, portanto, parte do compromisso das duas instituições parceiras na constituição de sujeitos no âmbito da saúde coletiva, capazes de mudar o status quo nas organizações de saúde e nos espaços de cuidado do usuário do Sistema Único de Saúde (SUS). Podemos afirmar que a formação por meio dos Programas de Residência representa uma aposta na qualificação e no desenvolvimento dos trabalhadores da saúde e, em última análise, nas mudanças das práticas de saúde para o SUS.

 

Além disso, a elaboração deste número especial expressa o trabalho do Observatório de Análise Política em Saúde (OAPS) na articulação interinstitucional, assim como nessa modalidade de ensino, na medida em que forma sujeitos críticos, reflexivos e atuantes no processo político em saúde e na construção do SUS. Vale ressaltar que o OAPS se constitui em importante espaço de formação, pois nele os residentes desenvolvem atividades vinculadas à análise política em saúde e, também, à pesquisa. Nesse sentido, pelo menos 11 artigos aqui divulgados representam produtos que se relacionam e/ou foram gestados no interior dos eixos de pesquisa do referido Observatório. Outros trabalhos ora divulgados, embora impregnados pelos princípios e propósitos do OAPS, tomaram as práticas de planejamento e gestão como objeto de reflexão e intervenção.

 

O foco na Estratégia Saúde da Família como orientadora do sistema estimula, por sua vez, um conjunto de textos que apontam para a qualificação da atenção e do cuidado na Atenção Primária à Saúde do SUS. Nessa perspectiva, questões e análises sobre as práticas de saúde e sobre a atuação dos trabalhadores ganham visibilidade e se entrelaçam com a formação profissional.

 

A presente publicação coaduna-se, portanto, com os princípios defendidos pelo Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes) para a garantia do direito universal à saúde e para a consolidação do SUS. Esperamos que este número da ‘Divulgação em Saúde para Debate’ desperte nos leitores e militantes do Cebes e do movimento sanitário o mesmo entusiasmo e interesse que as reflexões, pesquisas e intervenções possibilitaram para docentes,residentes e técnicos envolvidos nos dois Programas de Residência vinculados ao ISC/UFBA e à ESPBA/Sesab.

 

Baixe aqui

 

Jairnilson Silva Paim
Membro do Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes)
Coordenador Geral do Observatório de Análise Política em Saúde (OAPS)

 

Catharina Leite Matos Soares
Coordenadora do Programa de Residência em Saúde Coletiva com concentração em Planejamento e Gestão do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia (ISC/UFBA)

 

Marcele Carneiro Paim
Diretora da Escola de Saúde Pública da Bahia Professor Jorge Novis da Superintendência de Recursos Humanos da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (ESPBA/SUPERH/Sesab)



Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado. Seu comentário poderá ser moderado.