Linha do tempo 1979

1979

Em outubro de 1979, o Cebes apresentou, no 1º Simpósio sobre Política Nacional de Saúde na Câmara Federal, o documento intitulado “A questão democrática na área da saúde”, identificado, a partir de então, como uma proposta coletiva do Movimento pela Reforma Sanitária naquela conjuntura. O documento foi publicado originalmente em 1980 pela revista Saúde em Debate n. 9, p. 11-14, e republicado na coletânea “Saúde em Debate: fundamentos da reforma sanitária” organizada por Sonia Fleury, Ligia Bahia e Paulo Amarante,  em 2007.

“Desde a sua criação, o Cebes defendeu a ideia da reforma Sanitária, como aparece no editorial do segundo número da revista Saúde em Debate de 1977, no qual é afirmado o princípio de que ‘a saúde é um direito de cada e de todos os brasileiros’ como recupera Paim (2008, p. 80) e se assume a ‘necessidade de organizar a prestação de serviços de saúde em uma nova perspectiva’”, afirmou Sonia Fleury em seu artigo intitulado “Revisitando a questão democrática na área da saúde”, publicado pelo periódico em 2009.

Entre os dias 8 e 14  de abril de 1979, em Florianópolis, o Cebes participou da VI Semana de Estudos Sobre Saúde Comunitária (SESAC) na mesa intitulada Universidade, Ensino e Saúde.

O ano é de crise administrativa e financeira para o Cebes. Na época, se dava o fim do Ato Institucional n.5, entrava em vigor a Lei da Anistia, e havia o fim do bipartidarismo.

Sob o título geral de Assistência Psiquiátrica no Brasil – setores públicos e privados,  a revista Saúde em Debate publica documento elaborado  pela Comissão de Saúde Mental  do Cebes-Rio, também apresentado  no I Simpósio sobre Política Nacional de Saúde.

“Que poderia haver de mais nobre  para um médico promover  a saúde do povo juntamente com o povo? O que há de melhor  para um  dirigente sindical que assegurar  aos trabalhadores  não só um salário mais alto, mas também uma vida mais longa e sadia? Ou para o pesquisador, que o seu próprio conhecimento, em vez de ser sufocado, seja socializado e compartilhado?”. Com essas palavras, o médico do trabalho e parlamentar italiano Giovanni Berlinguer encerrou sua conferência  do dia 6 de novembro de 1979, no Teatro Ruth Escobar, em São Paulo, por ocasião do lançamento do seu livro  Medicina e Política. Saúde em Debate publica  o texto apresentado na sua nona edição.

_____________________________________________________________________

Vídeo sobre a Memória do Cebes