Núcleos

O que é?

 

Um núcleo do Cebes é um coletivo de pessoas que se identificam com os princípios da Reforma Sanitária e da entidade, optando por aderir aos mesmos e a militar pela democratização da saúde dentro deles.

Cada núcleo é, ainda, um espaço plural de encontro do conhecimento científico com a análise política que permite transformar o saber em propostas estratégicas de intervenção na realidade, tendo em vista os seguintes objetivos:

  • Romper o insulamento do setor saúde;
  • Estabelecer responsabilidades sanitárias e direitos dos cidadãos usuários;
  • Intensificar a participação e controle social;
  • Aumentar a cobertura e a resolutibilidade;
  • Mudar radicalmente o modelo de atenção à saúde;
  • Formar e valorizar os trabalhadores da saúde;
  • Aprofundar o modelo de gestão;
  • Aumentar a transparência e controle dos gastos;
  • Ampliar a capacidade de regulação do Estado;
  • Superar a insegurança e o sub-financiamento.

A Diretoria do Cebes tem se esforçado em reativar a rede de núcleos regionais, contatando membros atuais e antigos, para que possam contribuir com a tarefa de retomada dos debates sobre os rumos da Reforma Sanitária.

A renovação institucional e a inovação gerencial para democratização da saúde fazem parte de um projeto que merece mobilização constante. Dessa forma, a entidade pretende exercer a crítica como instrumento de reflexão e ação na defesa de uma ética pública.

 

DIRETRIZES

 

As diretrizes expressas na Plataforma Política para a Diretoria Nacional do Cebes devem ser discutidas por aqueles grupos que pretendem organizar novos núcleos e que se comprometam a levar adiante estas propostas. Entre elas, estão:

  • Além de comunicar ao Cebes nacional a formação do Núcleo e solicitar o envio de materiais e subsídios, espera-se que os grupos promovam a discussão permanente das políticas de saúde em sua região;
  • A produção e atividades dos Núcleos devem ser encaminhadas à assessoria de comunicação da entidade para que possam ser divulgadas;
  • Espera-se o empenho dos Núcleos na campanha de novas filiações e no envio de artigos para a Revista Saúde em Debate e para o Portal do Cebes;
  • É importante que haja o registro das reuniões em ata.

Como constituir um Núcleo?

Os diversos núcleos criados até agora se constituíram a partir de processos bastante singulares. Alguns se constituíram a partir de grupos existentes. Outros, a partir da ideia de se criar um núcleo. Normalmente, um núcleo se organiza a partir da articulação e organização de grupos que já existem e militam pela saúde.

Alguns se aglutinam a partir de espaços acadêmicos, outros a partir de movimentos sociais. O que une esses núcleos é a identificação com os princípios da Reforma Sanitária e do Cebes, como já colocado. Ou, conforme o estatuto:

“Art. 21 – Os Núcleos do Cebes, institucionais, estaduais, municipais e/ou locais, poderão ser constituídos a partir da adesão formal aos estatutos, aos princípios e aos objetivos programáticos do Cebes”.

Como um núcleo se organiza?

Conforme o estatuto:

“Parágrafo 1º – A forma de organização dos Núcleos deverá ser definida pelos próprios núcleos.”

E também:

“Parágrafo 3º – As normas específicas de funcionamento, incluindo os mecanismos financeiros e programáticos, deverão ser acordados entre a Diretoria nacional e os Núcleos e registrados em Ata.”

Ou seja, o núcleo funcionará da forma como for acordada internamente. É aconselhável que haja uma divisão pré-definida de tarefas. Alguns tem diretoria, outros não. Uma grande parte se organiza também virtualmente, criando grupos de e-mails, blogs, e usando mídias sociais como o Facebook.

É necessário ser sócio para ser parte dos núcleos?

É esperado que o núcleo estimule as pessoas a se associarem, mas não há tal exigência.

E qual é o papel da diretoria nacional frente aos núcleos?

O papel da Diretoria é apoiar os núcleos em suas atividades e incluí-los nas atividades e pautas nacionais, ou, de acordo com o estatuto:

“Parágrafo 2º – A relação entre a Diretoria Nacional e os Núcleos deve ser de colaboração mútua, apoio e trabalho conjunto.”

Aos núcleos é ainda reservado espaço de destaque para divulgação de suas atividades e militância nos estados brasileiros, no link “Cebes no Brasil”. Há também e-mails institucionais reservados para cada um dos núcleos.

Como conhecer melhor e se associar ao Cebes?

Uma maneira prática de conhecer a entidade é, aqui, através do seu portal, onde são encontrados os documentos e bandeiras da mesma – ou através de seus membros.

Caso ainda existam dúvidas, um e-mail poderá ser enviado para cebes@cebes.org.br.

 

Saiba mais sobre os Núcleos e seus contatos:

 

Alagoas

nucleo.alagoas@cebes.org.br

 

Aracaju

nucleo.se@cebes.org.br

 

Brasília

cebes.df@gmail.com

 

Belo Horizonte

nucleo.minasgerais.@cebes.org.br

 

Belém

nucleo.para@cebes.org.br

 

Campos dos Goytacazes

nucleo.campos@cebes.org.br

 

Cascavel

nucleo.cascavel@cebes.org.br

 

Chapecó

nucleo.chapeco@cebes.org.br

 

Fortaleza

nucleo.ceara@cebes.org.br

 

Florianópolis

Larissa Alvarenga – larameloalvarenga@gmail.com

 

Goiânia

nucleo.goias@cebes.org.br

 

Inconfidentes (MG)

núcleo.inconfidentes@cebes.org.br

 

Maranhão

nucleo.maranhao@cebes.org.br

 

Maringá

nucleo.maringa@cebes.org.br

 

Natal

nucleo.rn@cebes.org.br

 

Petrópolis

nucleo.petropolis@cebes.org.br

 

Porto Alegre

nucleo.rs@cebes.org.br

 

Recife

nucleo.pernambuco@cebes.org.br

 

Ribeirão Preto

nucleo.ribeiraopreto@cebes.org.br

 

Rio de Janeiro

nucleo.rj@cebes.org.br

 

Baixada RJ

nucleo.baixadarj@cebes.org.br

 

Salvador

cebes.bahia@cebes.org.br

 

São Paulo

nucleo.sp@cebes.org.br

 

Uberlândia

nucleo.uberlandia@cebes.org.br

 

Vale do São Francisco

Flavio Arcangelis – flavioarcangelis@gmail.com
Jeronimo Lemos

 

Vitória

nucleo.es@cebes.org.br