Contra as arbitrariedades e repressão às ocupações de escolas e universidades e aos movimentos sociais

Contra as arbitrariedades e repressão às ocupações de escolas e universidades e aos movimentos sociais

Contra todas as arbitrariedades e repressão às ocupações de escolas e universidades e aos movimentos sociais

 

Cebes em Defesa da Democracia , Pelo Estado de Direito!

 
O CEBES vem a público manifestar nosso repúdio à escalada antidemocrática, ameaçadora e fortemente violenta que vem ocorrendo no país contra estudantes que defendem a educação publica e contra integrantes dos movimentos sociais que defendem democracia, direito à terra e direitos sociais.

 

É inaceitável e abominável o que vem ocorrendo na repressão aos movimentos secundaristas e universitários que se mobilizam conta a PEC 241/55 denunciando as repercussões sobre a saúde e a educação universal e de qualidade.

 

Na sexta feira 4/11/2016 o país é surpreendido pela invasão covarde da Escola Nacional Florestan Fernandes e o ataque bárbaro e desigual aos dirigentes e integrantes do MST incluindo crianças, adolescentes e idosos.

 

Tais atos arbitrários afrontam gravemente a democracia e sinaliza um recrudescimento da criminalização dos movimentos sociais e instalação do estado de exceção em nosso país.

 

Tal como vem ocorrendo nas Escolas ocupadas, os policiais civis de Mogi das Cruzes e Guararema (SP) que invadiram a Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF), não dispunham de mandado de busca e apreensão e, mesmo assim, invadiram e dispararam contra as pessoas. Nessa violenta a abominável operação prenderam dois militantes e deixaram uma pessoa ferida com estilhaços de munição letal.

 

Essa ação repressiva, na verdade, é a continuidade do processo de perseguição e violência que o MST vem sofrendo em vários Estados e no Paraná. Em recente ataque foram disparados mais de 120 tiros e ocorreu a execução de Vilmar Bordim e Leomar Orback, deixando inúmeros feridos a bala.

 

O CEBES, entidade historicamente comprometida com a luta democrática, se solidariza com todas as vitimas da violência e repressão por resistirem aos interesses das elites em nosso país, particularmente com os estudantes secundaristas e universitários que vêm dando aulas de cidadania e politica ao povo e às autoridades brasileiras e com Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra somando-se às manifestações das forças democráticas que ecoam indignadas por todo país e no mundo.

 

Denunciamos que esse não é um fato isolado nesse momento que o pais e a democracia brasileira foram golpeados por um grupo e por um projeto que liquida as riquezas nacionais e acaba com os direitos socais conquistados na Constituição de 1988. Denunciamos e repudiamos o Estado de Exceção que estas forças de interesses antipopulares estão submetendo o país.

 

PELAS LIBERDADES DEMOCRATICAS, LIBERDADE DE MANIFESTAÇÃO E EXPRESSÃO!!!

APOIO INCONDICIONAL AOS ESTUDANTES E AO MST

DITADURA NUNCA MAIS



Comentários

  1. Está na hora de todos apoiarem os estudantes! Por que a parcela mais jovem, mais vulnerável da população tem de enfrentar os desatinos do Estado Golpista?

  2. Em 6 de novembro de 2016 às 19:36
    maria filomena cernicchiaro disse:

    Estamos juntos nessa luta contra as injustiças.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado. Seu comentário poderá ser moderado.